16/04/2023 às 01:06 boudoir Nu artístico

O nú artístico ao longo da história

424
2min de leitura

O nu artístico é uma forma de arte que tem sido representada ao longo da história de diversas culturas e em diferentes períodos da história da humanidade. A representação do corpo humano nu, especialmente o feminino, tem sido objeto de estudo, admiração e, em alguns casos, censura e tabu.

Na Grécia Antiga, por exemplo, a representação do corpo humano nu era comum na arte e na cultura, sendo considerada uma forma de expressar a beleza e a perfeição humana. As esculturas gregas, como a Vênus de Milo e o Discóbolo, são exemplos clássicos do uso do nu artístico na antiguidade.

Já na Idade Média, a representação do corpo nu era menos comum, uma vez que a Igreja Católica exercia uma forte influência na cultura e na arte da época. A nudez era vista como uma forma de pecado e muitas vezes era censurada ou retratada de forma alegórica.

No Renascimento, o nu artístico voltou a ser uma forma comum de representação, especialmente na Itália. Artistas como Leonardo da Vinci e Michelangelo usavam o corpo humano nu como forma de estudar a anatomia e a proporção do corpo, e também como uma forma de expressar a beleza e a perfeição humana.

Ticiano ficou conhecido por suas representações de nus femininos. A obra “Vênus de Urbino” é uma das mais relevantes entre elas. A pintura representa uma jovem deitada em uma cama suntuosa, observando calmamente quem se encontra do outro lado da tela. A pose da jovem é baseada na “Vênus Adormecida” (1510), de Giorgione, e é possivelmente a inspiração de “Olympia”, de Manet.
Vênus de Urbino - Ticiano - 1538

No século XIX, o nu artístico teve um papel importante no movimento artístico do Realismo, que buscava retratar a realidade de forma objetiva e precisa. Artistas como Gustave Courbet e Édouard Manet retratavam a nudez de forma crua e realista, muitas vezes causando escândalo e polêmica.

Olympia - Manet - 1863

Já no século XX, o nu artístico continuou a ser uma forma de expressão artística, mas com um caráter mais experimental e provocativo. Artistas como Pablo Picasso e Salvador Dalí usaram o corpo nu como forma de explorar a forma e a composição, criando imagens surrealistas e abstratas.

Sonho Causado Pelo Voo de uma Abelha ao Redor de Uma Romã um Segundo Antes de Acordar - Salvador Dali - 1944

Hoje em dia, o nu artístico continua a ser uma forma de expressão artística popular, sendo retratado em pinturas, esculturas, fotografia e outras mídias. Embora ainda haja polêmica e debate em torno da representação do corpo humano nu, o nu artístico continua a ser valorizado como uma forma de expressão da beleza, da sensualidade e da complexidade humana.

Qual espaço deverá a fotografia ocupar na história, futuramente? - Victor Paiva 2022


16 Abr 2023

O nú artístico ao longo da história

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL
Olá, em que posso te ajudar? Me chame no Whatsapp por aqui!
Logo do Whatsapp